Uma forma de abordar esse conteúdo é perguntar as concepções prévias que os alunos têm sobre estes animais. Provavelmente a maioria das respostas vai mencionar que aranhas são animais perigosos. Porém será que essa afirmação é verdadeira?

Não raramente, as aranhas são vistas como seres muito perigosos que nos ameaçam com suas presenças, no entanto, a verdade é que poucas espécies oferecem risco real e a maioria delas, cumpre um importantíssimo papel ambiental ao capturar insetos, evitando que eles se multipliquem sem controle.

Há uma variedade muito grande de aranhas que podem ser encontradas nos mais diversos ambientes.

aranha 6-001

As aranhas fazem parte do grupo dos artrópodes, e como tal possuem exoesqueleto e patas articuladas. É provável que algum aluno já tenha visto uma “casquinha” com jeito de aranha presa a alguma cortina, por exemplo. Essa “casquinha” é o exoesqueleto de onde a aranha saiu para poder crescer.

Todas as aranhas possuem o corpo dividido em cefalotórax e abdome. Na imagem abaixo, o abdome é a porção maior com manchas amarelas e o cefalotórax é a região onde se inserem as oito patas, os palpos, com os quais elas manipulam objetos e as quelíceras com as quais injetam o veneno.   A maioria das aranhas possui oito olhos, no entanto, elas se orientam principalmente pelo tato e pela identificação de compostos químicos presentes  no meio.

IMG_2344        Aranha escondida na bromélia 02-04-2009 00-25-03

Na foto podemos ver alguns olhos da tarântula.

Utilize a fotografia abaixo e convide os alunos para  contar o número de patas e o local onde elas se inserem. Peça que os alunos façam um desenho esquemático do corpo da aranha e suas patas.

aranha 2

Observe que essa aranha da foto acima está rodeada de fios. Todas as aranhas produzem “seda”, um fio muito resistente com o qual elas capturam as presas ou usam para envolver e proteger seus ovos.

Aranha - Ooteca

Algumas aranhas tecem e carregam consigo uma ooteca que abriga os ovos.

P1170728-001                                        ooteca

Ooteca com ovos (4) Ooteca com ovos (10)

 

 

 

 

 

 

 

Mas o uso mais conhecido para o fio que elas produzem é a construção de teias. Cada espécie tem seu padrão de teia.

Teia (7)Teia (11)P1080468-001

Seja qual for a finalidade do fio,  ele inicialmente é um líquido produzido por glândulas (fiandeiras) localizadas  dentro do abdome. Há seis tipos de glândulas e cada uma produz um tipo de material. Em contato com o ar essas substâncias se transformam em fio. Muito resistente,  esse material vem sendo estudado na tentativa de ser sintetizado em laboratório. O gráfico  indica a resistência  de fio produzidos por diversos  materiais e esticados até rasgar (fonte: Foelix R.F. Biology of Spiders. N.York:Oxford, 2011). Observe que a seda produzida pela aranha é o material mais resistente quando comparado à celulose, osso, borracha e tendão e tem a metade da resistência do aço.

Tabela resistência fio seda aranhas

No endereço:  http://youtu.be/7eajCVMBLdI  disponibilizei um pequeno vídeo em que é possível ver o trabalho de uma aranha construindo sua teia. Peça aos alunos que assistam com atenção e verifiquem que o fio da teia sai da extremidade do abdome. Aranhas como estas,  produzem teias aéreas circulares (orbiculares) que, colocadas em lugares estratégicos,  funcionam como armadilhas, prendendo insetos que servirão de alimento para a aranha. Os insetos ficam presos nos fios pegajosos desse tipo de teia.

IMG_2153    Pequeno inseto preso à teia

Mas, se os fios são pegajosos, porque as próprias aranhas não ficam presas neles? Desafie os alunos a buscar uma explicação para este fato. Deixe que eles exponham suas ideias ou pesquisas.

Depois explique que isso é possível porque na verdade, os fios não são pegajosos, as aranhas colocam sobre alguns deles  uma substância que os tornam grudentos. Mas, a aranha não coloca esse material em todos os fios, apenas naqueles que formam a espiral,  os fios do raio e da moldura geralmente não  recebem essa camada pegajosa e é por eles que a aranha se movimenta.

Ao sentirem que uma presa foi capturada, as aranhas vão até elas e perfuram seus corpos com as quelíceras, por onde sai o veneno que paralisa ou mata a presa. Algumas espécies envolvem a presa na seda e a levam para a toca ou esconderijo. Para se alimentar, algumas injetam na presa um líquido contendo enzimas, que faz a digestão do animal e a aranha apenas “suga” essa material liquefeito.

quelíceras - desenho   Quelíceras ampliadas  cerca de 160 vezes. Na extremidade as aberturas por onde o veneno sai.

Aranhas são grandes caçadoras e às vezes capturam presas muito maiores do que elas.

Aranha caçando-1Aranha caçando-2 Aranha caçando e imobilizando a mosca..-5

Peça aos alunos para observarem com atenção as imagens das aranhas com suas presas. Chame a atenção para o tamanho da aranha e da presa.

Das mais de 40.000 espécies, somente cerca de 200 trazem algum risco para os seres humanos. Vamos conhecer um pouco mais sobre elas no post seguinte.